Programa para Conservação da Flora (Resgate de Germoplasma)

O objetivo do Programa para a Conservação da Flora (Resgate de Germoplasma) foi propiciar o resgate e a realocação de propágulos (bulbos, frutos, sementes, plântulas ou plantas de pequeno porte já desenvolvidas, lianas e epífitas – bromeliáceas e orquidáceas), preservando a diversidade genética das espécies que compõem os remanescentes de vegetação nativa da AID.
As atividades foram separadas em dois grupos:
(i) Coleta de sementes e propágulos e;
(ii) Resgate e realocação de epífitas, cactáceas e bromélias terrícolas.
O primeiro grupo corresponde, principalmente, a coleta de sementes e frutos de espécies arbóreas e arbustivas. Contudo, pode contemplar também ervas. O segundo grupo trata de resgate e realocação de indivíduos inteiros de epífitas e espécies terrícolas das famílias Cactaceae, Orchidaceae, Bromeliaceae e outras identificadas como sensíveis, aqui referido como “epífitas”.
O resgate de germoplasma foi importante principalmente para a conservação de recursos genéticos vegetais em áreas onde houve risco de perda de variabilidade genética ou diversidade ecológica. O resgate vegetal foi, portanto, uma ferramenta que mitigou o impacto ocasionado na flora. Por meio do resgate, uma parte da riqueza genética existente nas populações impactadas, a vegetação nativa, foi preservada e utilizada posteriormente.

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Este site não coleta cookies e usa dados pessoais de acordo com o nosso Aviso de Privacidade . Para mais informações, consulte AQUI. Ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.