Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos

As atividades de instalação da LT e Subestações Associadas geraram resíduos, os quais necessitaram de um efetivo controle até sua disposição final, garantindo a diminuição dos passivos ambientais gerados. O gerenciamento ambiental dos resíduos sólidos executado durante a instalação da LT 500 kV Sapeaçu – Poções III C1 e reforço nas Subestações Associadas fez uso dos princípios da redução na geração, na maximização da reutilização e da reciclagem e na disposição e destinação adequada de resíduos.
O PGRS utilizou como base para o seu desenvolvimento a Lei nº 12.305/10 e a Resolução CONAMA nº 307/02, que definem princípios e diretrizes, considerando a competência dos geradores de resíduos em todo o processo de seu gerenciamento, desde a geração até a sua disposição final.

Portanto, este Programa estabeleceu procedimentos de rotina, controle e gestão desde a geração até a disposição final dos resíduos gerados durante a instalação da LT e Subestações Associadas.

  • Baias de resíduos e resíduos perigosos em conformidade no canteiro de obras da SE Sapeaçu.
  • Coleta de resíduos não recicláveis no canteiro de obras de Jequié.

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Este site não coleta cookies e usa dados pessoais de acordo com o nosso Aviso de Privacidade . Para mais informações, consulte AQUI. Ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.