Novembro Azul! Atenção ao câncer de próstata

A cada 38 minutos, um homem morre devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca), que também apontam que este é o segundo câncer mais comum entre o gênero masculino no Brasil. Além disso, trata-se de uma doença silenciosa, cuja incidência e a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos, sendo que 75% dos casos do mundo ocorrem a partir dos 65 anos.

Diante desses graves fatores, a empresa resolveu reforçar o apoio ao Novembro Azul, e à campanha de conscientização sobre o combate ao câncer de próstata, promovendo um bate-papo com o Superintendente Médico na Alper Seguros, Dr. Gilberto Dionísio, sobre a doença, a prevenção, o diagnóstico e o tratamento.  O evento aconteceu de forma on-line, durante o horário comercial, na última sexta-feira (19/11), e todos e todas da equipe interna foram liberados do trabalho para participar.

 

Câncer de Próstata

A gerente de recursos humanos da empresa, Izabel Bittencourt, revelou que a missão foi alertar os empregados sobre a importância de cuidar melhor da saúde e perceber a necessidade de procurar o médico para acompanhamento com frequência. “É notório que os homens em geral são mais resistentes com a ideia de ter uma rotina anual de buscar um médico para fazer uma consulta preventiva, isso é perigoso, pois pode levar à descoberta do câncer apenas quando os sintomas se manifestarem, ou seja, com a doença em estágio avançado”.

“A exemplo do que realizamos no Outubro Rosa, trazendo informações e alerta sobre o câncer de mama, o Novembro Azul tem recebido atenção especial. E se isso ajudar a quebrar o tabu de um homem que seja dentro da empresa, já considero um sucesso. Eu, particularmente, tenho um caso na família que graças a Deus conseguiu descobrir o câncer de próstata na fase inicial e não vai precisar de cirurgia ou quimioterapia, com altíssima chance de remissão. Então, a ideia dessa conversa com Dr Gilberto vem nessa linha de pedir para que os homens cuidem da saúde e as mulheres acolham e ajudem a cuidar de quem amam, multiplicando os atores na luta”, completa Izabel.

Em sua apresentação inicial, o médico Gilberto Dionísio apontou que os homens não costumam ir ao médico após os 12 anos, quando para de ser levado pelos pais no pediatra, pois existe uma cultura que ensina a menina a procurar o ginecologista e, do outro lado, um tabu masculino, uma construção social do que representa “ser homem”, em que ir em um urologista indicaria uma menor virilidade. Com isso, 50% descobrem o câncer de próstata em estágio avançado, às vezes com caso de metástase, onde o tratamento é muito mais complexo e as chances de recuperação bem menores.

“Esse é um dos principais desafios, acabar com essa ideia errada de que cuidar da saúde não é coisa de homem. Ir ao urologista e fazer os exames necessários, inclusive o toque retal após os 50 anos, não deixa ninguém menos viril, mas não prevenir pode levar a um câncer de próstata e, esse sim, em estágios mais avançados, tem possibilidade de acabar com a virilidade definitivamente. Essa doença tem sintomas sutis, mas não é de rápida evolução. Assim, basta procurar o urologista uma vez por ano, depois dos 40 anos, para ter um diagnóstico precoce, com um tratamento simples e grandes chances de cura”, ressalta Dr. Gilberto.

Segundo o INCA, a previsão é de quase 66 mil casos de câncer de próstata em 2021, e Gilberto destaca que, por conta deste tabu masculino, a expectativa é de que apenas 11% dos casos sejam diagnosticados. “E vou além, por conta da pandemia, nesses dois últimos anos, deixaram de ser realizados no Brasil, 60 milhões de exames preventivos, 20 milhões de consultas e 212 mil cirurgias de transplante. Por isso, imagine os índices do ano que vem! Sendo assim, quem deixou de ir ao médico, ou fazer o exame, vá o quanto antes. Não deixe o tempo passar”.

Gilberto também aponta os principais sintomas do câncer, e destaca a importância de buscar ajuda médica a qualquer sinal, como os elencados na imagem abaixo:

Atenção aos sinais

 

“Se a gente cuidar da saúde, não vai precisar cuidar da doença”, Gilberto Dionísio

 

04 dicas para prevenir o câncer

01) Não fume!

Essa é uma das regras mais importantes para prevenir o câncer.

02) Tenha uma alimentação saudável.

Mais frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões. Menos alimentos industrializados e bebidas adoçadas e evitar as bebidas alcoólicas podem prevenir o câncer.

03) Pratique atividades físicas.

Mesmo as atividades físicas leves, como caminhadas, passeios de bicicleta, ou a troca do elevador por escada têm efeito positivo.

04) Faça acompanhamento com um médico.

Procure regularmente (anualmente) o urologista, após os 40 anos. Faça os exames, busque saber o resultado, siga as orientações médicas e o tratamento indicado.  Se tiver histórico de câncer na família, avise o médico.

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Este site não coleta cookies e usa dados pessoais de acordo com o nosso Aviso de Privacidade . Para mais informações, consulte AQUI. Ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.